sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Estou me ajudando a curar feridas emocionais.

Assim como um joelho ralado uma dor muscular o fracasso a culpa a rejeição a solidão a perda fazem parte do nosso dia a dia.Mas como somos rápidos no curativo num corte não tomamos providências semelhantes quando passamos por reveses emocionais.Acabamos deixando o sofrimento pra lá. Sem saber que da mesma forma que o machucado sem o tratamento pode infeccionar e uma mágoa negligenciada pode transformar numa questão emocional mais séria.

Nenhum comentário: